Papo de esquina

Informações sobre o que há de interessante por ai…

Posts Tagged ‘Linux’

Pesquisando distros do linux – Parte 1

Posted by Wéner Assis em 26 de setembro de 2011

Prioridade para estes dias tem sido a escolha de uma nova distro do linux a ser usada. Já havia usado o finado kurumin e principalmente o debian em varias oportunidades, algumas vezes utilizei também o ubuntu e kubuntu.
Pretendo por o pinguim nas duas maquinas,meu note Acer 5551(Athlon P x2 2.1Ghz com 2Gb de memória ram e vídeo ATI Radeon 4250(256Mb roubados da ram)) e o Frankstain, meu pc (Phenom x4 3.0 com 4Gb de ram e vídeo GeForece 8600GT).

O Debian 6 já esta instalado no pc a algum tempo, mas não foi usado nem por 3 dias após a instalação devido ao mais básico dos motivos (e aquele que tem me feito gostar menos do debian), a falta de tudo! Falta drivers, falta gerenciador de pacotes, falta versões decentes de alguns programas pre-instalados (até o firefox criaram uma copia pra não por o original, que não tem seu código totalmente livre) .
Eu sei que é tudo pela famosa politica “TUDO” livre, mas chega a ser algo xiita as vezes, é tanta complicação para um usuário novo que chega a ser desanimador, ai fica aquela impressão que é algo “só para nerds”. Mas como o foco do sistema é ser um SO não apenas livre, mas também leve e para servidores, “damos um desconto”.
Partindo para algo mais fácil, com bons recursos e que seja leve alem de estável para o notebook fui para o Ubuntu.
O Ubuntu 11 vem com a nova interface unity eu vi e para falar a verdade não me agradou muito.

ubuntuPeguei o Kubuntu 10.10 e coloquei no notebook, reconheceu algumas coisas como webcam, vídeo (já traz o driver da ATI, só avisando que trata-se de um software proprietario, mas dando liberdade para usa-lo sem tem que quase ficar fazendo um monte de coisas(alguém ensina isso pro pessoal do debian), perfeito! So não reconheceu a placa de rede wireless, mas foi só conectar à internet pelo cabo, fazer um update e “tcharam” o drive apareceu com aquele aviso de driver proprietário, mas estava lá, só ativei e pronto, tudo funcionando !
Resolvi dar um distro-update para passar à versão mais novo do kubuntu, nada de novo, exceto que o drive do wireless deu um pequeno bug, mas nada que desativar e reactivar o drive não resolvessem.
Aproveitei para testar o Kwin, o ambiente 3D que vem no KDE 4. Ficou muito bonito depois de configurado, show de bola.
Mas como nem tudo é perfeito, o consumo de memoria do Kubunto passou de algo na casa dos 400Mb antes do Kwin para pouco alem dos 800Mb! igualando-se ao Windows 7, porei com o Virtual Machine este ficava ainda mais lento que o Windows 7, achei melhor testar novas distros, só para comparar o Debian 6 com Gnome ocupa 250Mb sem 3d, não sei como seria com o 3d ativo pois ainda não tive paciência para instalar o compiz.

Conectiva/MandrakeRodei o Mandrive live-dvd que me surpreendeu muito, colocou minha placa wireless pra funcionar de cara, sem nenhuma intervenção minha, alem de outras coisas. O Mandriva é realmente uma distro muito bonita e aparenta ser muito bem feita, voltada ao usuário iniciante e comum mesmo, só achei um pouco demorado o carregamento na Virtual Machine, mas precisa de novos testes futuramente irei dar uma nova olhada nela.
Resolvi instalar o Fedora 15, já possuo uma certa simpatia pela Red Hat de muitos anos atras, foi a primeira distro que ouvi dizer, e como o fedora é um filho da RH parti para este.

fedora coreFedora 15 instalado via live-cd (350Mb na ram) vem com Gnome 3, algo bem diferente do que estava acostumado, deu para ver de onde o Unity do Ubuntu foi tirado.
O Gnome 3 não traz múltiplas áreas de trabalho, mas o que mais chamou a atenção foi a não existência do minimizar nas janelas, quando se quer trocar de janela, só utilizando alt+tab ou levando o mouse ate o canto superior esquerdo(ao levar, automaticamente abre o menu com miniatura de todas as janelas abertas, podendo clicar na que desejar, este menu contem também uma aba com todos os ícones dos programas instalados sendo exibidos, e as divisões por áreas (Sistema, utilitários,Internet, Jogos,etc) no lado esquerdo, no lado superior direito, acima das áreas de programas esta o campo de pesquisa, como o do KDE 4, digitando o nome do programa ele aparece na hora.
Eu particularmente gosto das áreas de trabalho, alem do botão minimizar, uma rápida pesquisa na internet e encontrei tutoriais de como voltar as 4 areas, voltar o minimizar para as janelas alem de deixar o menu de modo normal(tudo através de plugins).
O fedora me agradou bastante, mas como era uma versão live-cd, esta bem capada, por isso estou baixando o DVD pois quero ver a versão completa, o difícil é esperar, já que não tem conexão decente a preço justo por aqui, sem contar que tive que pausar o download pra ver o Rock In Rio hoje né!?, sabe como é, dia do metal \m/.

Anúncios

Posted in Informática | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Ultraportáteis da Acer vão usar Linux

Posted by Wéner Assis em 6 de junho de 2008

Terceira maior fabricante de PCs do mundo, a Acer acredita que o Linux é a chave para o movimento de ultraportáteis e esperar criar uma comunidade ao redor destes aparelhos, revelou Jim Wong, vice-presidente corporativo da Acer, nesta quinta-feira (05/06).

Muitos dos ultraportáteis anunciados recentemente acompanham ou Windows XP ou Linux. A Acer, por exemplo, lançará o One Page, página inicial para o gadget que carrega antes do sistema para que o usuário navegue pelas funções mais rapidamente.

“Nós realmente precisamos continuar nossas jornada por Linux”, continuou Wong. “Podemos desenvolver mais e tentar criar alianças com mais parceiros. O Linux é uma palavra solitária. Precisamos criar uma comunidade”.

Na terça-feira (03/06), a Acer lançou seu primeiro ultraportátil, chamado de Aspire one. O laptop tem preços que variam entre 399 dólares e 499 dólares e é voltado a usuários que querem um gadget móvel para navegar na internet e levar aonde quiser.

A Acer está bancando o Linux em muitos dos seus Aspire one. O ultraportátil carrega Linux agora, mas uma versão com Windows XP estará disponível a partir de julho, afirmou Wong.

“Na nossa visão, no entanto, a mensagem para usuários é que o Linux é uma experiência mais real e vívida”, provocou.

Outras companhias de Taiwan estão trabalhando com Linux. a Asustel oferece tanto Linux como Windows XP como sistema operacional do popular Eee PC – a companhia espera vender 2 milhões de laptops com Linux neste ano.

A Asustek está testando também seu Express Gate Linux, software que será integrado em laptops no futuro.

Assim como a plataforma da Acer, o Express Gate ultrapassa o sistema operacional e vai direto à tela de inicialização sem suporte a internet, mas com acesso a arquivos em apenas cinco segundos.

Já a MSI, também de Taiwan, está oferecendo versões com Windows XP e Linux da linha de ultraportáteis Wind. A versão do gadget custa 399 dólares e mais barato que os 499 dólares pedidos pelo laptop com Windows XP.

Fonte:IDG News Service/Taipé

Posted in Informática | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Linux ganha mais força na guerra dos portateis…

Posted by Wéner Assis em 14 de maio de 2008

Nem so de Windows Mobile e Symbian OS vivem os portateis, alem do futuro Androide da google (que é baseado em linux) o proprio Linux tem ganhado força para ser mais uma alternativa de SO portatil.

Operadora dos EUA e desenvolvedora do Firefox se juntam à LiMo Foundation, que busca padronizar Linux em telefones celulares. A Verizon Wireless anunciou suporte ao Linux para telefones celulares, se tornando a primeira operadora norte-americana a entrar na LiMo Foundation, grupo de desenvolvimento do Linux para aparelhos móveis.

Apoiada por empresas como Motorola, NTT DoCoMo, Panasonic, NEC e Samsung, a LiMo Foundation é uma de tantas iniciativas trabalhando para unificar o desenvolvimento de Linux para que aplicações possam rodar em diferentes aparelhos com diferentes distribuições.

Além da Verizon, a fundação planeja anunciar nesta quarta-feira (14/05) que Mozilla, SK Telecom, Infineon Technologies, Red Bend Software, Sagem Mobiles, SFR e Kvaleberg também estão se filiando ao grupo. A Verizon ganhará uma cadeira no conselho.

No ano passado, a Mozilla afirmou que planejava se focar seriamente no desenvolvimento de um browser móvel. Sua entrada na LiMo pode ser “a passagem para visibilidade”, afirmou Ken Dulaney, analista do Gartner.

A LiMo, porém, ainda deve conter o Android, plataforma móvel de Linux do Google que está em desenvolvimento.

A Verizon também pode suportar o Android. Em reportagem da revista Business Week na semana passada, o presidente da operadora afirmou que os celulares habilitados pela Verizon usariam Android, mas a companhia voltou atrás e confirmou não ter planos sólidos para tanto.

Por outro lado, AT&T, T-Mobile e Sprint já confirmaram que têm planos para oferecer celulares com Android.

“Eles concordarão com o que vender”, afirmou Dulaney sobre o provável suporte da Verizon com Android.

O Google pode, teoricamente, se juntar à LiMo, afirmou Andrew Shikiar, diretor de marketing global da LiMo. “A LiMO é uma organização aberta que todos podem entrar”, afirmou. Neste meio tempo, o Google continua a desenvolver a mesma tecnologia que o LiMo vem apoiando.

“Acho que existe alguma frustração com o Google na comunidade de desenvolvimento que vê como um esforço redundante pelo buscador”, explica Shikiar. Questionado sobre uma suposta entrada na LiMo Foundation, o Google preferiu não comentar.

Fonte: IDG Now

Isso me lembrou uma coisa, um colega de trabalho vive dizendo que Linux não tem futuro, com uma ideia assim se ele não conseguir vaga na M$ ou em alguma empresa ligada a ela vai ficar dificil as coisas para ele no futuro… hehe

Posted in Informática | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »